sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Nix e Érubus


Segundo a Teogonia, de Hesíodo, Érebus era a personificação da profunda escuridão, o criador das sombras e das trevas. Tinha seus domínios demarcados por seus mantos escuros e sem vida, predominando sobre as regiões do espaço conhecidas como Vácuo logo acima dos mantos noturnos de sua irmã Nix, a personificação da noite.

Sendo filhos do Caos - a desordem do mundo, Érebus - as sombras e sua irmã gêmea Nix - a noite, nasceram de cisões assim como se reproduzem os seres unicelulares; a partir de pedaços. São os mais velhos imortais do universo, logo após Caos. Érebus desposou Nix, gerando outros deuses primordiais: o Éter - a Luz celestial e Hemera - o Dia.

Conhecido por ser um dos maiores inimigos de Zeus, conta-se que os Titãs pediram socorro a Erebus e
pessoalmente o primórdio havia descido até o Tártaro para libertar os filhos de Gaia, porém foi surpreendido por Zeus e Hades que tiveram a ajuda de Nix para lançar Erebus nas profundezas do rio Aqueronte, a fronteira dos dois mundos.

Na medida em que o pensamento mítico dos gregos se desenvolveu, Érebus deu seu nome a uma região do
Hades por onde os mortos tinham de passar imediatamente depois da morte, para entrar no Hades. Após Caronte tê-los feito atravessar o rio Aqueronte, entravam no Tártaro, o submundo propriamente dito.

Eram filhos de Nix e Érebus: * Éter, a luz celestial e Hemera, o dia. Depois, sozinha, deu origem a outros filhos:

* Hypnos, o sono * Thânatus, a morte * Éris, a discórdia * Hespérides, a tarde * Apáte, o engano * Philótes, a amizade * Geras, a velhice * Lissa, a loucura * Oizus, a miséria * Lete, o esquecimento * Até, o erro * Nêmesis, a ética e deusa da retribuição * Kera, o destino do homem em seus momentos finais ou a morte em batalha * Oniro, a legião dos Sonhos * Moiras, as desapiedadas deusas do destino * Limos, a fome * Ftono, a inveja Caronte, o barqueiro do mundo dos mortos * Moro, o escárnio e o quinhão que cada homem receberá em vida - o destino. Em uma versão, as Erínias seriam filhas de Nyx.

************************

O mito de Nix de Erebus representa a vida organizada através dos tempos. No princípio havia a escuridão e a noite; eles criaram a luz do dia e a tarde para vivermos a vida e realizarmos as nossas tarefas principais.

Também criaram as qualidades morais, as fases da vida e a morte, para que nos lembrássemos de aproveitar o nosso tempo de vida. Sendo os pais de Leto - o esquecimento - lembra-nos de que nada melhor do que o tempo para curar as nossas mágoas de situações e momentos desagradáveis.

E para isso, reservaram um momento em que eles reinam, auxiliados por seus filhos e netos: Hypnos - o sono e
Morpheu - o sonho, nos propiciando o descanso e recuperação de energias, que são sagrados, como deuses. Quando não lhes damos o devido tempo, os deuses reclamam através da doença e do envelhecimento precoce, devido a falta de uma boa noite de sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço os seus comentários, críticas e sugestões

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares